terça-feira, 27 de junho de 2017

Polícia investiga vídeo de jovem sendo morto por facção rival


video


Polícia está fazendo diligências para identificar o autor do crime.

Imagens que estão em poder das autoridades de segurança estão circulando nas redes sociais e em sites especializados em notícias policiais.
No conteúdo, registrado pela câmera de um aparelho celular, um jovem vai atrás de um integrante de uma facção rival, para “cobrar a fita”, que é identificado por ele com um inimigo de sua organização criminosa.
O próprio assassino filma ele mesmo em ação. Nas imagens, é possível ver o momento em que o jovem é morto pelo homem. Aparente o rapaz tinha entre 20 e 25 anos de idade.
O meliante, com extrema frieza, diz que iria dar apenas dois tiros a pedido do seu possível ‘chefe’. E assim ele faz, após o primeiro disparo ele efetua o segundo.
Conforme ele mesmo relata, a vítima estava sendo executada por ter “dado a fita”, ou seja, entregado, um cúmplice da quadrilha.
Na gíria dos criminosos, “dar a fita” significa dedurar, delatar à polícia uma pessoa que pratica crimes. Não há informações se a pessoa que foi dedurada acabou presa. O fato é que a vingança, como diz o ditado, “foi servida e comida em um prato frio”.
Nas cenas, é possível escutar o meliante dizendo: “Acabei de matar um com teu ferro. Morreu ainda não, ó”, e atira mais uma vez.
“Tá se inteirando?”, pergunta o criminoso. “Deu a fita de um irmão nosso”.
“Dou outro?”, pergunta ele ao colega, para depois dizer que não, que prometeu usar só duas balas e deixar uma terceira guardada.
“Tá aí ó. O safado aí que deu a fita de um irmão nosso. Morrendo aí. Vocês quer que eu de outro na cara (sic)? Deu a fita do irmão nosso, foi salve pro boneco. Aqui é GDE viu p…”, finaliza a gravação, indo normalmente calçar os chinelos.
O pistoleiro não se incomoda nem um pouco de mostrar o rosto ao dar a mensagem final.
Poucos veículos noticiaram as imagens de violência explícita. Por isso, não como saber em que local e em que data o homicídio aconteceu. Conforme um dos blogs que veicularam as imagens, o material foi enviado por um leitor por meio do aplicativo de mensagens WhatsApp. O leitor também não soube precisar onde o fato teria ocorrido.
Tudo indica, pelo sotaque do marginal, que foi em alguma cidade da região Norte ou Nordeste do País. Nestas regiões, a guerra entre facções rivais se acirrado a cada dia e feito a população ficar refém do medo, graças ao avanço do tráfico e à inoperância e falta de estrutura das Secretarias de Segurança Pública.
https://news365.com.br/index.php/2017/06/26/policia-investiga-video-de-jovem-sendo-morto-por-faccao-rival/3/

Nenhum comentário:

Postar um comentário